Distrofia de Fuchs

Essa distrofia acomete a camada mais interna da Córnea (convencionou-se chamar de endotélio corneano). A função principal dessa camada é manter o equilíbrio hídrico interno da Córnea. Atua desidratando o tecido que viria a ser inundado pelo humor aquoso (líquido interno do olho) devido à pressão intraocular. Com o mal funcionamento do endotélio corneano, inicia-se o processo de edema (inchaço) da Córnea. O edema leva a sintomas:

  • Baixa visual pela manhã que melhora ao longo do dia
  • Visão de halos ao redor das fontes de luz
  • Perda de transparência da Córnea
  • Aparecimento de bolhas estromais
  • Dor ocular

O tratamento mais adequado para casos avançados pode ser o transplante lamelar posterior da Córnea – Transplante Endotelial, que pode ser de diversas modalidades (DSEK, DSAEK, PDEK ou DMEK). Imprescindível conversar com o especialista em transplante para seu sucesso terapêutico.