Ceratocone

Ceratocone

Ceratocone é uma distrofia ectásica progressiva, assimétrica e bilateral na qual a Córnea assume uma forma de cone devido ao seu afinamento e protrusão.

Diagnóstico

De forma mais moderna e precisa, o diagnóstico é realizado pela tomografia corneana na qual avaliamos as superfícies anterior e posterior da Córnea. Além dos modernos tomógrafos, utilizamos a aberrometria total do olho e da Córnea associado ao estudo biomecânico da Córnea para o diagnóstico o mais precoce possível.

Dr. Allan Luz utiliza de forma exclusiva em Sergipe o tomógrafo Zeiss OCT Visante (tomografia de coerência óptica) e o Reichert Ocular Response Analyzer ORA, primeiro aparelho disponível comercialmente para estimar as propriedades biomecânicas da Córnea. Utiliza também o Oculus Schiempflug Pentacam HR e o aberrômetro Nidek OPD Scan III.

Utilizando todos esses aparelhos em conjunto conseguimos detectar zonas focais de fragilidade que possibilitam o diagnóstico precoce. Também através dessa avaliação é possível definir a asfericidade corneana, além dos dados geométricos clássicos de curvatura (mapas axial topográfico) e espessura (paquimetria de toda a área corneana) que possibilitam definir qual o melhor tratamento para cada paciente de forma personalizada.

Tratamento

A doença pode ser tratada sob diversas abordagens. De forma mais conservadora podemos utilizar óculos ou lentes de contato para melhorar a acuidade visual, porém dessa forma não tratamos a doença propriamente dita, apenas a sua acuidade visual. É possível através dos implantes corneanas reverter a irregularidade superficial, alterando a asfericidade corneana em busca de valores normais. Ou seja, hoje é possível reverter o quadro.

Os implantes de segmento de anel dentro da Córnea revolucionaram o tratamento do Ceratocone. Implantados no posicionamento adequado e na profundidade definida seja manualmente ou através do laser de femtossegundo (FS200 Alcon Wavelight) alcançamos redução de curvatura e asfericidade, dessa forma melhoramos a acuidade visual de forma consistente. Hoje dispomos de vários segmentos de anel para implantes. Desde os menores de 90 graus de arco até os de arco longo de quase 360 graus.

O Dr. Allan Luz foi o primeiro a implantar segmentos com laser de femtossegundo em Sergipe, técnica que já desenvolvia desde 2009 em São Paulo, já tendo experiência em mais de mil cirurgias corneanas.

Além dos implantes, outra técnica que mudou os paradigmas no tratamento do Ceratocone é o Crosslinking de colágeno corneano. Através dessa técnica novas ligações são promovidas entre as fibras de colágeno dentro do estroma corneano. Essa abordagem possibilitou redução na progressão da doença em mais de 80% dos casos e em muitos deles a doença não avança mais. Como definimos acima, a doença tem caráter progressivo, alterar a sua progressão, modificando a história natural da doença é um enorme passo para o tratamento definitivo e completo em sua plenitude.

Existem diversas formas de Crosslinking de colágeno. Desde o protocolo tradicional proposto em Dresden, passando pelos protocolos de Creta e Atenas e o mais recente protocolo americano (US CXL), todos de domínio do Dr. Allan Luz. Para córnea finas, cujo ponto mais fino seja inferior a 400 micra após remoção do epitélio corneano, está contra indicado o tratamento. Porém, seguindo publicação do Journal Refractive Surgery, Dr. Allan Luz utiliza uma lente de contato especial que permite a passagem de luz ultravioleta fundamental para o Crosslinking. No acompanhamento pós operatório, dispomos de tomografia de Coerência Óptica, Zeiss OCT Visante para a medida da linha de demarcação interna no estroma na Córnea, dado importante para o seguimento dos pacientes com ceratocone.

Além disso, existe a possibilidade de tratamento combinando as duas técnicas, como também outras opções de tratamento para melhorar a acuidade visual de quem tem Ceratocone, seja através de lentes de contato especiais ou tratamento cirúrgico. Imprescindível conversar com o especialista.

Sintomas

Nos estágios iniciais, os sintomas de ceratocone podem ser os mesmos de qualquer outro defeito refrativo. Entretanto, os seguintes sintomas exigem atenção imediata:

• Piora progressiva da miopia e/ou astigmatismo
• Visão Borrada
• Trocas constantes do grau dos óculos
• Acuidade visual prejudicada em todas as distâncias
• Visão noturna fraca
• Fotofobia (sensibilidade à luz)
• Percepção de múltiplas imagens fantasmas
• Normalmente, há pouca ou nenhuma sensação de dor.